CORAÇÃO SATÂNICO (1987)

(Angel Heart)

 

Videoteca do Beto #47

Dirigido por Alan Parker.

Elenco: Mickey Rourke, Robert De Niro, Lisa Bonet, Charlotte Rampling, Brownie McGhee, Stocker Fontelieu, Michael Higgins, Elizabeth Whitcraft, Eliott Keener, Katheleen Wilhoite e George Buck.

Roteiro: Alan Parker, baseado em livro de William Hjortsberg.

Produção: Elliot Kastner e Alan Marshall.

[Antes de qualquer coisa, gostaria de pedir que só leia esta crítica se já tiver assistido o filme. Para fazer uma análise mais detalhada é necessário citar cenas importantes da trama].

Profundamente perturbador, “Coração Satânico” jamais apela para a trilha sonora ou monstros repugnantes que saltam na tela como forma de provocar o medo no espectador. Seu mérito está no excelente roteiro e na firmeza com que Alan Parker conduz a narrativa, utilizando sua categoria como diretor para criar um visual cheio de estilo, levando o espectador a descobrir junto com o protagonista o trágico destino que este inevitavelmente encontrará. Durante esta intrigante jornada, seremos envolvidos por um clima sombrio e macabro, repleto de imagens chocantes e, o que é melhor, presenteados com um final incrivelmente surpreendente.

Em 1955, na cidade de Nova York, o detetive particular Harry Angel (Mickey Rourke) é contratado pelo misterioso cliente Louis Cyphre (Robert De Niro) para encontrar um cantor, conhecido como Johnny Favorite, que sumiu há doze anos. O problema é que quanto mais se aprofunda na investigação, mais confuso Harry fica, envolvendo-se com pessoas estranhas, que curiosamente morrem logo após entrar em contato com ele. Nesta jornada, Harry conhecerá um mundo místico e encontrará um caminho sem volta.

Desde o início sombrio, numa rua suja em que um gato olha o corpo de um homem morto, a obscura e excelente fotografia (Direção de Michael Seresin) cria um ambiente sombrio e macabro, que se estenderá por toda a narrativa. Observe a quantidade de vezes em que a cena é iluminada apenas pelo vão existente nos ventiladores, que aparecem constantemente e remetem ao momento em que Johnny rouba a vida de Harry dentro de um hotel, como se fizessem questão de lembrá-lo de algo que ele aparentemente esqueceu. Além disso, sempre que aparecem, os ventiladores tem a função narrativa de indicar o próximo assassinato. A ótima direção de arte de Armin Ganz e Kristi Zea transporta o espectador para o ano de 1955, através do visual sujo da cidade, dos carros velhos e das casas antigas, além é claro de contar com os ótimos figurinos de Aude Bronson-Howard e a excelente trilha sonora de Trevor Jones que abusa do blues, música típica do período e da região de New Orleans. Todo este bom trabalho técnico auxilia o diretor Alan Parker na criação de cenas absolutamente marcantes e de um impacto visual incrível, com destaque para o macabro ritual envolvendo dança e a morte de uma galinha, e para a cena de sexo entre Harry e Epiphany Proudfoot (Lisa Bonet), banhada pela água da chuva que se transforma em sangue e repleta de imagens aterrorizantes. Além destas cenas, vale ressaltar que todas as mortes também são bastante realistas e comprovam o cuidado com o visual por parte do diretor.

Mas “Coração Satânico” também é um filme de atores. E que atores. O excelente Mickey Rourke oferece uma atuação sutil em diversos momentos e extremamente visceral em outros, demonstrando sua enorme capacidade de interpretação. Um dos melhores atores de sua geração, o minimalista Rourke demonstra em seus sorrisos, olhares desconfiados e pequenos gestos (como quando joga sal por cima do ombro quando conversa com Louis) o cuidado que teve ao compor o personagem. Rourke está bem solto no papel e transmite com perfeição ao espectador a angústia de Harry na busca pelo cantor desaparecido. Sua explosão final ao saber da verdade, quando chora de raiva e reflete no olhar a dúvida e perplexidade com o que ouve, só ratifica a qualidade da grande atuação de Rourke. Já Robert De Niro tem uma atuação bastante misteriosa, olhando sempre com firmeza para o detetive e dando dicas de sua verdadeira identidade. Desde sua primeira aparição, demonstra seu talento criando um Louis Cyphre completamente sombrio e enigmático. Suas unhas enormes, sua roupa preta e o ar superior soam completamente coerentes com o personagem, ainda mais quando sua verdadeira identidade é revelada. O grande ator também demonstra talento no único momento em que existe espaço para o humor – mesmo que de forma irônica – quando diz sorrindo para Harry “olhar o linguajar” dentro de uma igreja.

É interessante notar também como as dicas do final surpreendente são espalhadas por todo o excelente roteiro do próprio Alan Parker (baseado em livro de William Hjortsberg), como o fato de todas as pessoas morrerem ao se envolver com Harry. Repare como Louis Cyphre (em inglês, junte os nomes e terá o som de Lúcifer) se diz estrangeiro (ora, o inferno não fica nos EUA até que se prove o contrário) e ironicamente se apresenta em cima de uma igreja, dizendo que seu contrato com Johnny Favorite seria executado somente após a morte dele e afirmando ter ajudado em sua carreira, o que é bastante lógico e coerente. Em outro momento, ele diz que em algumas tribos o ovo simboliza a alma e em seguida devora o ovo, simbolizando o que faria com a alma de Harry no futuro. Mesmo assim, o inteligente roteiro é sutil o suficiente para não permitir que o espectador descubra a verdadeira identidade de Harry até o espetacular momento em que é revelada. Até mesmo o próprio Harry vive uma série de situações que sinalizam seu destino, como quando descobre um altar macabro dentro da Igreja onde conheceu Louis. Observe também como as crianças e os animais (especialmente os frangos, mas também os cachorros) não gostam de Harry, talvez por enxergar sua verdadeira e nada bela natureza. As crianças choram ao vê-lo, enquanto os animais atacam.

O ambiente sombrio em que a trama se passa mais parece pertencer a um pesadelo, onde todas as ações tomadas pelo protagonista parecem levar a um novo caminho, ainda mais tortuoso que o anterior. A cada descoberta de Harry o espectador fica ainda mais intrigado e se vê ansioso pela resolução da investigação. Quanto mais próximo da verdade o detetive chega, mais temeroso o espectador se torna, praticamente pressentindo o trágico destino de Harry Angel. E a revelação final, irônica e absolutamente nocauteante, é de uma genialidade impar, daquelas que dá vontade de ver o filme novamente assim que os créditos começam a aparecer na tela, enquanto Harry desce pelo elevador e vai de encontro ao seu inferno particular.

Utilizando um ambiente sombrio e uma cidade ainda mais tenebrosa como pano de fundo para uma narrativa inteligente e surpreendente, que mistura elementos místicos à tradicional estrutura dos thrillers de suspense, e contando ainda com dois dos maiores atores de sua geração em grandes atuações, o diretor Alan Parker brinda o espectador com um trabalho fantástico, que merece ser apreciado nos mínimos detalhes. E felizmente, o diretor, ao menos pelo que se sabe, não precisou vender sua alma para conseguir este feito.

Texto publicado em 06 de Março de 2010 por Roberto Siqueira

About these ads

Tags: , , ,

34 Respostas to “CORAÇÃO SATÂNICO (1987)”

  1. Juca Says:

    oi, tb sou fã do filme Coração Satânico, estou criando um blog em que faço reflexões de cenas de filmes, e a última cena que postou me chamou a atenção. Gostaria de permissão para copiar e colar esta última imagem do filme em meu blog, e prometo citar o link de onde copiei a imagem e tb posso anexar seu blog ao meu pra termos contatos futuros. Aguardo sua resposta, por favor, me manda um e-mail: jamalpato@bol.com.br

    Obrigado

  2. Anônimo Says:

    tenho para mim que no seu gênero não há filme melhor, pretenciosamente na minha classificação particular ele só está abaixo de “casablanca” que o considero o Filme dos Filmes, no início do filme Louis Cypher já dá a dica de quem ele é, e, por duas vezes ele pergunta a Harry (de forma cínica) se eles já não se conheciam. Uma pergunta que me faço é por que nem o músico,nem os Krusemarker(pai e filha) não o reconheceram fisicamente como J. Favorite(uma vez que ele tomou a alma do soldado e não o corpo. o filme não teve o seu reconhecimento devido na época do seu lançamento.

  3. Mario Quevedo Says:

    Assisti este filme na estréia, ainda nos anos 80, levado por três motivos: atores que eu gosto desde antes da produção; meu diretor preferido na época; e gênero que aprecio muito. Mas, confesso que, mesmo tendo certeza que gostaria do filme, saí do cinema arrebatado. E, lendo sua crítica lembrei o que fiz – não assisti de novo Coração Satânico assim que os créditos subiram na tela, mas sem dúvida fui no dia seguinte ver de novo. Gostei muito de outro aspecto da produção que você não citou, mas o fato da história começar em Nova Iorque, com frio e neve para todos os lados, e ser concluída em Nova Orleans, sob intenso calor. Creio que foi mais uma representação criada por Parker para representar a descida ao inferno do personagem Harry. Abração, e parabéns pela resenha…

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Mario,
      Desculpe pela longa demora na resposta. Sem dúvida este detalhe citado por você é bem interessante.
      Agradeço o comentário e o elogio.
      Abraço.

  4. Vanessa Says:

    ola Roberto,descobri seu site recentemente,justamente pesquisando no google sobre Coração Satânico,nem sei quantas vezes já vi Coração Satânico.já perdi a conta rs,obrigada por me propocionar um texto tão coeso,explicativo e emocional desse momento sublime do cinema,que é ver esse filme,ver Mickey Rourke,ver Robert De Niro simplesmente soberbos,qualquer pessoa que gostaria de seguir a carreira de ator,deveria ver esse filme e tentar quem sabe um dia interpretar como eles,se puder um dia,gostaria de ver sua opinião sobre Cabo do Medo.

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Vanessa,
      Fico muito feliz com seus elogios e agradeço o comentário.
      Já fiz alguns comentários sobre “Cabo do Medo” no site. Você pode encontrar o link na página inicial (lado direito da tela).
      Abraço.

  5. Margareth Says:

    Eu adoro esse filme. É um dos meus preferidos. E nem gosto de terror. Mas é um clássico. História perfeita, elenco maravilhoso, um final surpreendente. Sua crítica é ótima, me fez lembrar de alguns detalhes que não lembrava. Vi no cinema, quando foi lançado. Procurei pra baixar, mas não encontrei. Se alguém souber onde baixar ou comprar, deixe o link por favor. Obrigada.

    • Roberto Siqueira Says:

      Obrigado pelo elogio Margareth, adorei!
      Procurei na internet e só encontrei o DVD nesta loja. Aproveite, pois parece que o filme está fora de catálogo: http://www.simplivideo.com.br/produto-1087-dvd_coracao_satanico_mickey_rourke_robert_de_niro_lisa_bonet
      Um abraço e obrigado pela visita e pelo comentário.

    • Margareth Says:

      Obrigada pela atenção. Vou conferir. Um abraço.

    • Roberto Siqueira Says:

      Por nada.
      Abraço.

    • Fonzye Berto Says:

      Meu nome é Fonzye Berto, eu assisti nos anos 80 quando foi lançado! a minha namorada não entende quando eu digo que sou apaixonado por este filme! eu tenho uma cópia em dvd! meu email é (fonzye@ibest.com.br) meu telefone é (84) 87058402! p.s. a segunda melhor atuação de Mickey Rourke, a primeira é na minha opinião O LUTADOR! felicidades pra todos!!!!!!!!!!

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Fonzye,
      Rourke tem ótimas atuações na carreira, mas estas duas que você citou merecem destaque mesmo.
      Obrigado pela visita e pelo comentário.
      Abraço.

  6. Ademir Richotti Says:

    Assisti este filme em um cinema do centrão de São Paulo(eh tempinho bom…),e ele ficou na minha cabeça por muito tempo,tanto que é um daqueles filmes que eu acabei consumindo tudo que tinha relação com o mesmo:livro,trilha sonora(em LP!),VHS e depois DVD.Filmaço!

  7. Robson Costa Says:

    Esse é o filme do John Constantine que o filme do Constantine definitivamente não foi.

  8. maycon Says:

    nossa que meda em nossa assim vocee me mata carai rsrssrrss

  9. Anônimo Says:

    coracao satanico,filme fantastico seu comentario esta impagavel.

    EDELZILDES

  10. ale Says:

    Bárbaro o texto descrevendo as qualidades do filme. elogiável demais..não vi o filme, vou correr pra devorá-lo.

    valeu.

  11. Marlon Says:

    Eu queria ser igual ao Mickey Rourke nesse filme quando vi a primeira vez, com uns 13 anos.

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Marlon, obrigado pelo comentário.
      Pena que o Rourke se perdeu na carreira, pois é um ótimo ator.
      Abraço.

  12. Sergio Santa Terra Says:

    O filme é maravilhoso. E considero dos melhores, por isso o tenho em casa. Ter lido esta crítica tão contundente e tão elogiosa foi essencial para relembrar, entender e ter vontade de rever. Bravo! Maravilhoso! Obrigado.

  13. Luiz Viana Says:

    Coração Satânico está no mesmo nivel de ” O bebê de Rosemary”, são os melhores fimes de terror/suspense da história do cinema. Rourke e De Niro impecáveis. Na época do lançamento não consegui ver o filme, o que fiz só agora, vinte e três anos depois. Como é filme de época, de autor e de atores, nunca deixará de ser atual. Está na minha galeria de melhores.

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Luiz, não diria que é um dos dois melhores da história, mas certamente é um grande filme.
      Um abraço e obrigado pelo comentário.

  14. auro magnoli Says:

    Meu filme favorito!
    Mickey Rourke arrebenta tudo. Atuação perfeita.
    De Niro. O que dizer. De Niro é chover no molhado.
    Auro

  15. Mandy Intelecto Says:

    Ahhhhh….estou master ansiosa pela próxima critica!!!
    Huahuahauhauahua

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Amanda, que legal. Provavelmente será divulgada na terça ou quarta-feira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 100 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: