OSCAR 1991: DANÇA COM LOBOS X OS BONS COMPANHEIROS

Seguindo minha comparação entre o vencedor do Oscar de Melhor filme e aquele que eu considerei como a melhor produção do ano, chega à vez do ano de 1990 (Premiação em 1991). A safra de 1990 conta com pelo menos três grandes produções de excelente qualidade, que debateremos mais abaixo, além de bons filmes como “Tempo de Despertar” e “Louca Obsessão”. Além destes filmes, tivemos ainda os sucessos “Uma Linda Mulher” e “Ghost – Do outro lado da vida” (o primeiro eu gosto, o segundo acho razoável), que mexeram com os corações femininos de maneiras diferentes.

Mas os grandes destaques do ano foram mesmo o capítulo final da saga dos Corleone, “O Poderoso Chefão – Parte III”, o excelente “Os Bons Companheiros”, de Scorsese, e o belíssimo “Dança com Lobos”, que marcou o auge da ascendente carreira de Kevin Costner na época (depois, ele cairia vertiginosamente no ostracismo). Entre estes três ótimos filmes, é difícil escolher apenas um, mas como não posso ficar em cima do muro, votaria em “Dança com Lobos”, mais até por empatia com o tema (assim como aconteceu com “Na Natureza Selvagem”), já que gosto muito da trajetória de mudança e descoberta de John Dunbar.

Porque “Dança com Lobos” é melhor?

Dizer que “Dança com Lobos” é melhor talvez não seja o termo correto. Posso dizer que é o meu preferido, por causa de minha citada empatia com o tema, das lindas cenas do homem perdido em meio a tanta beleza, da lenta descoberta de sua verdadeira identidade, etc. Além disso, Costner conduz a narrativa com perfeição, nos permitindo desfrutar, graças ao ritmo lento do longa, cada minuto daquela jornada, descobrindo e apreciando junto com Dunbar cada detalhe deste novo mundo que se abre. Obviamente, seria perfeitamente aceitável uma vitória de “O Poderoso Chefão – Parte III”, sem dúvida um excelente filme, assim como “Os Bons Companheiros” poderia tranqüilamente ter corrigido a injusta derrota de Scorsese em 1981, por “Touro Indomável”. Mas confesso que concordo com a decisão da Academia e, mais do que isso, fico feliz que um filme sensível e belo como “Dança com Lobos” seja reconhecido. Como escrevi em minha crítica, Costner pode ter feito muita besteira, especialmente de 1995 pra cá, mas certamente este momento justificou a carreira dele.

E pra você, qual o melhor filme de 1990 e por quê?

Um abraço e bom debate.

PS: Para ver Costner vencendo o Oscar de Direção, clique aqui. Para ver o anúncio do vencedor de melhor filme, clique aqui.

Texto publicado em 14 de Dezembro de 2010 por Roberto Siqueira

About these ads

23 Respostas to “OSCAR 1991: DANÇA COM LOBOS X OS BONS COMPANHEIROS”

  1. Caio Rossi Says:

    Dois filmaços, eu adoro o De Niro, talvez como poucos, e gosto muito de filmes de gangsters, e dos filmes do Scorsese , na minha opinião Os Bons companheiros é bem melhor que os infiltrados que ganhou o Oscar (e é bom), mas como ele concorreu com o belíssimo Dança com lobos, um filme ímpar com atuação e direção brilhante de Costner que concorreu com dois grandes filmes do De Niro, Os bons Companheiros e tempo de despertar e correndo por fora na minha opinião o poderoso chefão3 o mais fraco da trilogia, (os 2 primeiros FANTÁSTICOS).
    Dança com lobos é um filme marcante com uma viagem para dentro do eu que me fascina, pena que Os bons companheiros concorreu com ele , pois se fosse em outro ano com certeza levaria vários prêmios , pois tem ano que os vencedores deixaram muito a desejar, e tem anos que tiveram vários ótimos filmes , aí com certeza a academia vai agradar a uns e desagradar a outros não tem jeito.
    Eu fico com toda certeza com Dança com lobos.
    Abraço

  2. jorge Says:

    Adoro Dança com Lobos pelas qualidades que você citou no post, mas fico com Os Bons Companheiros.

    • Roberto Siqueira Says:

      Totalmente compreensível Jorge. Trata-se de um filme excepcional.
      Abraço.

  3. cross98 Says:

    Não Gostei de Dança Com Lobos , nem de Os Bons Ompanheiros , não peça pra mim internar e nem me expulse do seu site , mas meu favorito é o Ghost

    • Roberto Siqueira Says:

      Já identifiquei seu IP e mandei uma equipe do hospício te buscar. ;)
      Brincadeiras à parte, gosto é gosto. Pra mim Ghost é o mais fraco entre os indicados daquele ano. Ainda assim, um bom filme.
      Abraço.

  4. thiago lima Says:

    “dança com lobos” é um filme espetacular. mostra o relacionamento de um soldado americano com uma tribo de indios algo imaginavel naquela época é um filme belo, 1990 está entre os anos que academia acertou nas premições.grande abraço! espero resposta.

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Thiago,
      Como deixei claro no texto, também concordei com a decisão da Academia em 1990, um ano repleto de bons filmes.
      Um grande abraço e fique à vontade para comentar sempre que quiser.

  5. thiago lima Says:

    desculpe só quero discordar do cesar, que a trilogia ” o poderoso chefão”é o que tem de melhor sobre máfia, a pesar que “era uma vez na america” é também uma obra prima,os ” bons companheiros” vem logo atrás junto com ” os intocaveis” essa é minha opinião. grande abraço!

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Thiago,
      Obrigado por registrar sua opinião.
      Também considero “O Poderoso Chefão” o melhor filme sobre máfia e gosto muito de todos os outros citados (alguns já tem crítica no site).
      Abraço.

  6. thiago lima Says:

    0o poderoso chefão é uma obra prima mais em 90 eu votaria em dança com lobos é um filme fantastico

  7. Cesar Duarte Says:

    Olá Roberto. Já escrevi aquisobre o lindo e belo Dança com Lobos, porém compará-lo com Os Bons Companheiros é um pouco temerário, já que o filme de Scorsese é cinema em sua forma mais pura. Para mim, quando o assunto é filme de máfia, Os Bons Companheiiros só tem um equivalente na obra-prima Era Uma Vez na América, do Sergio Leone (sempre ele). Curioso , ou melhor, emblemático, já que ambos são protagonizados por Robert de Niro (o maior ator de sua geração). Para mim O Poderoso Chefão vem um pouco atrás, e logo em seguida Os Intocáveis (com De Niro fazendo o papel de Al Capone com brilhantismo, como sempre). Não dá para levar o Oscar muito a sério, já que Touro Indomável, talvez o maior filme do Scorsese, não levou a estatueta, numa das maiores, senão a maior, injustiça na história do Oscar. E olha que falar em melhor filme de Scorsese não é pouca coisa não. E para compensar anos de injustiça com a espetacular filmografia dele, um de seus filmes menos expressivos, Os Infiltrados injustamente levou a estatueta, quando quem deveria ganhar seria o belo Cartas de Iwo-Jima. Pura hipocrisia. Em 1979 o vencedor foi o apenas bom O Franco Atirador, de Michael Cimino, quando o melhor era o excepcional O Expresso da Meia-Noite ( que merece uma crítica sua). Assim funciona o Oscar. Scorsese sempre. A propósito, falando do Scorsese, gostaria de uma crítica sua sobre o poderoso Última Tentação de Cristo.

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Cesar,
      Como expliquei, gosto muito de “Os Bons Companheiros”, mas também gosto bastante de “Dança com Lobos” e por afinidade com o tema votei nele (considero ambos excelentes filmes, com grandes qualidades).
      Entre os filmes de máfia, meu favorito é “O Poderoso Chefão”, também adoro “Os Intocáveis” e muitos outros.
      Sobre o Oscar, realmente muitas injustiças aconteceram ao longo dos anos, como a que você citou no ano de Touro Indomável. Já no ano de Os Infiltrados (um grande ano, aliás), eu votaria em “Filhos da Esperança”, como escrevi no site. Não gosto de “O Franco-Atirador”, por isso também prefiro “O Expresso da Meia-Noite”.
      Finalmente, pretendo sim escrever sobre “O Expresso da Meia-Noite” e “A Última Tentação de Cristo” no futuro.
      Grande abraço.

  8. Leonardo Pimenta Says:

    Para mim é Dança com Lobos, e ponto final.

    (Na minha opinião, sobre a atitude lesada da Academia em não premiar Martin Scorsese por Touro Indomável, em relação às outras indicações que ele recebeu antes de Os Infiltrados, pelo menos a Academia não curou a dor de cabeça cortando a cabeça – dor de cabeça que eles mesmo causaram. Mas, com Os Infiltrados, ai sim, correto.)

    • Roberto Siqueira Says:

      Pois é, não consertaram um erro com outro.
      Só que em 2006 eu premiaria “Filhos da Esperança”, como escrevi, aliás.
      Um abraço.

  9. altamir Says:

    preciso rever Dança com Lobos, grande filme… Nunca liguei muito para o Oscar e nem lembrava que os dois concorreram no mesmo ano, mas Os Bons Companheiros é bom demais. Acho que merecia o Oscar. Dança com Lobos é lindo, politicamente correto e tal. Os Bons Companheiros não nos conta uma história edificante, mas a questão não é o roteiro. Como filme eu acho Os Bons Companheiros superior.

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Altamir.
      Respeito sua opinião e também acho “Os Bons Companheiros” um grande filme. Como expliquei no texto, minha escolha foi mais por afinidade com o tema, já que, como filme, considero os dois equivalentes (e excelentes!).
      Abraço.

    • altamir Says:

      Pãos ou pães, questão de opiniães!
      grande abraço
      altamir

    • Roberto Siqueira Says:

      Exatamente.
      Abraço.

  10. Alemão Says:

    Os Bons Companheiros, por ser de Máfia !

  11. Alexandre Rivaben Says:

    Fala Beto,

    Eu fico com “Os Bons Companheiros”. Primeiro pq filmes de máfia me apetecem mais, segundo pq “Danca com Lobos” nao me agrada tanto assim nao (preciso ver de novo)

    abs,

    Riva

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 88 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: