OS OLHOS DE CABUL (2019)

(Les Hirondelles de Kaboul)

Dirigido por Zabou Breitman e Eléa Gobbé-Mévellec.

Elenco: Vozes de Simon Abkarian, Hiam Abbass, Zita Hanrot e Swann Arlaud.

Roteiro: Zabou Breitman, Patricia Mortagne e Sébastien Tavel.

Produção: Reginald de Guillebon e Michel Merkt.

Duas famílias vivem em Cabul, Afeganistão, sob o domínio do talibã. Nesta animação acompanhamos a opressão e o medo que cidadãos não doutrinados pela religião sofrem num regime opressor. As mais atingidas são as mulheres, claro, que são obrigadas a saírem de casa de burca e não podem usar calçados brancos.

O roteiro é muito inteligente e consegue sempre nos surpreender. Os traços simples e a escolha das cores reforçam um ambiente oprimido, onde a vida resiste. Uma das cenas finais é maravilhosa: começa num plano geral com vista de cima, e conforme a câmera se afasta, mulheres de burca vão se transformando em pássaros que voam para longe, contrastando com uma cena muito pesada e bem executada que testemunhamos anteriormente.

Texto publicado em 01 de Novembro de 2019 por Adriano Cardoso