A importância do final do filme

Venho pensando sobre o tema há algumas semanas e decidi compartilhar com vocês. Até que ponto o final do filme é determinante para dizer se ele é bom ou não? A maioria das pessoas tem o hábito de rotular filmes como sendo bons ou ruins com base no final deles. Se o filme inteiro for interessante e o final não estiver de acordo com sua expectativa, essas pessoas têm a tendência de dizer que o filme não é bom. Já em outros casos a narrativa não é sólida, é cheia de falhas, mas o final agrada a maioria das pessoas e por isso elas dizem que o filme é bom. Por que isso acontece? Será que as horas anteriores não têm peso algum no julgamento final do filme? É óbvio que o terceiro ato tem um peso significativo na narrativa e que um final sem coerência com o restante do filme ou que não amarre as pontas soltas do roteiro comprometerá seriamente a avaliação da obra. Mas será que quando este final tem coerência, mesmo sendo desagradável de se ver, é merecedor de uma avaliação ruim?

Muita gente criticou “Onde os fracos não têm vez” por entender que o final não lhe agradou. Acontece que o final tem tudo a ver com a proposta do filme e com a mensagem que ele quer passar, tendo total coerência com o restante da narrativa. Neste caso, o final pode ser desagradável sob o ponto de vista da torcida do espectador, mas entendo ser um ótimo final de um grande filme. Já em “Jogos Mortais III”, a narrativa é cheia de falhas, os personagens são pouco verossímeis, mas o final surpreendente leva muitas pessoas a avaliar o filme como bom (não sei até que ponto é surpreendente já que a série praticamente ficou refém dos finais surpreendentes, o que acaba neutralizando o impacto do final de seus filmes). Em resumo, o debate que quero deixar aqui é: Qual o peso do final do filme na avaliação de sua qualidade?

 Um abraço e bom debate.

Texto publicado em 12 de Julho de 2009 por Roberto Siqueira

Anúncios

19 Respostas to “A importância do final do filme”

  1. Reinaldo Moraes Says:

    [comentário removido por conter conteúdo ofensivo]

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Reinaldo,
      Não toleramos ofensas pessoais aqui. Se quiser debater como adulto, fique a vontade.
      Abraço.

  2. OS SUSPEITOS (1995) « Cinema & Debate Says:

    […] provocam tanto impacto no espectador quanto um final surpreendente – um tema, aliás, que já debati anteriormente. Em muitos casos, esta sensação de euforia faz com que o espectador se esqueça de […]

  3. Amanda Says:

    Beto…lembrei um final muito bom….um filme muito bom….

    Antes do Amanhecer!!!

    SPOILER DE ANTES DO AMANHECER!!! NÃO LEIAM!!!

    Final surpreendente para um filme de ‘romance’….Histório ‘besta’, dialogos incrivelmente inteligentes…final completamente surpreendente!!!

    Simplesmente DEMAIS!!!

    Nada do final tradicional que qquer um esperaria do filme, mas nada de final triste…

    Quando eles se separam, ninguém vira as coisas chorando….ao contrário….

    Um final ‘triste’ porém feliz!!! Entende???

    Desde o começo do filme, qquer um torçe para que eles não se separem…portanto provavelmente muitas pessoas não gostaram do final …. mas eu achei brilhante!!!

    Bjoo

    • Roberto Siqueira Says:

      Bem lembrado. Um final adulto, inteligente, racional e que nem por isso deixa de ser emocionante. Muito bem!
      Valeu!!!

  4. Amanda Says:

    É tem isso…o limite do livro e tudo o mais….Não é que terminou ‘tudo muito bem’, poderia terminar tudo muito bem de uma maneira mais criativa….o final que teve, poderia ter sido escrito por uma criança…sei lá…é dificil explicar…heheheheh…fiquei descepcionada com a facilidade do final…Tipo, destrui o anel e vivi feliz para sempre…’X’….tudo aquilo para destruir o anel e ponto final…entende?!

    Um final complexo é o final de Filhos da Esperança…De Onde os Fracos não tem Vez é um dos finais mais inusitados…ninguém acha que será daquela maneira…

    Preciso pensar em algum exemplo de um final brilhante….mas não to conseguindo!!!

    Bjo

    • Roberto Siqueira Says:

      Realmente a coisa mais difícil é encotrar palavras para descrever o que o cinema nos proporciona em emoção. Descrever em palavras uma arte visual é complicado. Por isso existem os cursos (olha a propaganda! rs) e hoje estou muito feliz em poder explicar o que sinto de forma mais objetiva. Em todo caso, você se saiu bem, entendi o que quis dizer.

      Fica o desafio então, vamos tentar lembrar um final brilhante de filme e colocar na discussão.

      Valeu! bjo.

  5. Thiago Barrionuevo Says:

    SPOILER DE OS INFILTRADOS – quem não assistiu, não deve ler!!!!

    Então Beto… ridículo = fraco….
    Podia ser algo mais bem elaborado… uma matança total, frenética, não é um final inteligente… minha opinião…

    • Roberto Siqueira Says:

      Mas você não acha natural, em um mundo cheio de violência e de pessoas não confiáveis como o deles, os personagens reagirem daquela forma num momento tenso como aquele? Além disso, com a queda do grande lider do tráfico, cada um pensou em salvar sua pele sem se importar com o resto. Não acha?

    • Thiago Barrionuevo Says:

      Entendi o que quis dizer… e é por isso mesmo… isso é previsível e tira a genialidade do restante do filme, que foi muito original…

    • Roberto Siqueira Says:

      Ok, bom ponto de vista.

  6. Amanda Says:

    Então Beto….ok, fraco pode ser uma palavra forte…Mas é isso mesmo que disse, acho que as pessoas esperavam outra coisa…mas o filme é bem bom…

    Sobre o Sr. dos Anéis…eu esperava um final mais adulto, mais complexo…entende?
    Achei muito histórinha de criança…e todos viveram felizes para sempre….
    Sei lá….é exatamente a palavra que eu usei antes….esperava um final mais inteligente!!!

    Ficou meio água e sal…sem graça!

    Bjoo

    • Roberto Siqueira Says:

      Entendi. Em “O Senhor dos Anéis” tudo terminou bem demais na sua opinião. Interessante este ponto de vista. Eu já acho que por ser um filme de fantasia o final ficou legal. E tem a limitação do livro também. Mas, em todo caso, talvez uma liberdade do Peter Jackson em criar um final diferente fosse interessante também.

      Já em “Onde os fracos não têm vez” o final é exatamente o contrário, o bandido sai na boa e nem ficamos sabendo se algum dia ele foi pego. Podemos considerar que este é um final complexo então?

  7. Thiago Barrionuevo Says:

    Um filme ótimo com final, pra mim, ridículo = OS INFILTRADOS…
    Mesmo assim, não julguei o filme como ruim… apenas disse que é um ótimo filme cujo final não me agradou… existem vários assim e muitos outros exatamente ao contrário…
    De qualquer forma, temos que lembrar que todo mundo assiste um filme esperando o seu final, certo? Se o final for “ruim”, e digo ruim no sentido de “decepcionar o expectador” é comum que este o julgue um filme ruim… Mas isso é coisa de turma do “amendoim”, ou, neste caso, turma da “pipoca”…. hehehehhe

    • Roberto Siqueira Says:

      Muito legal o comentário. Thi, porque você achou o final de “Os Infiltrados” ridículo?

      abraço.

  8. Amanda Says:

    Então….se o final for coerente com a história teremos um bom filme e pronto…no coments abaixo eu quis dar uma visão geral do que eu acho que as pessoas sentem e pensam quando falamos de Final de Filme…

    Eu concordo com você em relação ao filme Onde os Fracos não tem Vez…o final é +/-, mas o filme é mto bom…mesmo com o final que tem….Não consigo pensar em nenhum outro exemplo agora…para ilustrar isso…uma final fraco, porém coerente…

    Sobre o Sr. dos Anéis…sei lá….o final foi muito infantil na minha opinião…eu esperava algo mais inteligente!!!

    Bjoo

    • Roberto Siqueira Says:

      Entendi o coment como uma visão geral. Sobre Onde os fracos não têm vez, entendo que não é um final fraco, mas sim um final que a maioria das pessoas não esperava ver, o que é diferente, não acha? “Fraco”, neste caso, acho uma palavra forte (que ironia?! rs).

      O Senhor dos Anéis tem um final coerente com a narrativa na minha opinião. Pra mim o defeito que aquele final tem é que ele é arrastado demais, demora demais. Depois que o ponto principal da trama é resolvido, ainda temos muito tempo para resolver todas as histórias (afinal é um filme de 9 horas) e isso o torna cansativo. Em todo caso, entendo que o final não comprometeu a obra como um todo. Fiquei curioso em saber que final você esperava, pode compartilhar com a gente? rs

      Valeu!

  9. Amanda Says:

    Bom dia!! Vamos lá…eu não acho que o final seja o fato determinante para a classificação do filme….mas acredito que a expectativa do final faz com que ele tenha um peso enorme.

    É natural que você ache o filme ‘meia boca’ porque o final não foi de acordo com suas expectativas…já vi filmes ótimos que o final foram fracos…

    Um exemplo para mim é o Senhor do Anéis…o filme é ótimo, mas o final (para mim) deixou muito a desejar!!!

    Enfim…devemos julgar o filme pelo todo, mas as vezes esperamos demais, vemos de menos e isso faz com que não gostemos tanto assim de um filme muito bom…

    Bjnhoo

    • Roberto Siqueira Says:

      Entendi o que quis dizer Amanda. Mas e se o final do filme, mesmo que seja diferente do que esperávamos, estiver coerente com a história? Por que você achou que o final de “O Senhor dos Anéis” deixou a desejar?

      Valeu pelo comentário e vamos debater. rsrs 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: