Let it Go…

Quando terminei de assistir o último episódio de Lost eu estava plenamente satisfeito com o que tinha visto. Independente da interpretação que eu tinha daquele final, o mais importante era ver aqueles personagens tão queridos resolvendo os seus problemas e seguindo adiante. Achei que a série terminou de forma mais que satisfatória, deixando em aberto diversas possibilidades de interpretação, mas acima de tudo, dando muito mais valor aos personagens do que aos mistérios que envolviam a ilha.

Acontece que passados alguns dias, fiz a besteira de cair de cabeça em sites e fóruns com diversas teorias e opiniões sobre o final, somente para notar como algumas pessoas assumem o papel de “donas da verdade”, como se a interpretação delas fosse a única possível e correta, e todas as outras fossem besteiras sem tamanho de gente sem inteligência, quando claramente Lost terminou permitindo diversas interpretações diferentes e interessantes. Ainda assim, consegui respirar fundo e evitei entrar em discussões desnecessárias. Filtrei o que lia e encontrei opiniões muito inteligentes a respeito do final. E hoje pela manhã recebi do amigo Alexandre Rivaben o link do site Lostpedia com diversas teorias sobre “The End”, e uma destas teorias dizia que a ilha na verdade era um conceito e não algo físico, provendo questões para aqueles que não estão preparados para ir adiante. O mais interessante é que esta teoria se aplica também aos espectadores, onde as pessoas que ainda se prendem aos mistérios da série e ficam debatendo a respeito estão “presas à ilha”, sem conseguir seguir em frente. Achei bem interessante e passei a adotar este pensamento comigo (o que não invalida minha interpretação sobre o final). Respeito todas as teorias, mas no fundo “o que era a ilha” é o que menos importa pra mim. Adorei a série e, apesar de respeitar quem não gostou, prefiro levar comigo tudo que a série me trouxe de bom. Lost marcou uma era, me envolveu e emocionou de forma única, e de quebra, revolucionou o modo de fazer televisão/séries. Isto é mais do que suficiente pra me deixar feliz.

Por isso, neste momento repito pra mim mesmo a frase mais dita no último capítulo e sigo em frente. Estou deixando a ilha para trás… “Let it go”…

Um abraço.

Texto publicado em 31 de Maio de 2010 por Roberto Siqueira

Anúncios

4 Respostas to “Let it Go…”

  1. Mandy Intelecto Says:

    Ahhhhhhhhhhh….eu dormi no ultimo epsódio….e o Thi quase me bateu!!! Huahauhauhauhauah

  2. Alexandre Rivaben Says:

    É isso ai Beto,

    Lost vai deixar saudades… já estou sentindo falta das discussões inteligentes sobre as várias teorias e possibilidades…

    será que alguma séria vai chegar perto disso no futuro?

    • Roberto Siqueira Says:

      É verdade Riva, as discussões farão muita falta. E acho difícil alguma série repetir este feito, mas vamos torcer para que isto aconteça.
      Grande abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: