OSCAR 1990: CONDUZINDO MISS DAISY X CAMPO DOS SONHOS

Seguindo minha comparação entre o vencedor do Oscar de Melhor filme e aquele que eu considerei como a melhor produção do ano, chega à vez do ano de 1989 (Premiação em 1990). Mas antes, vale um aviso: pela seqüência que eu vinha adotando, o próximo ano deveria ser 2000 (Premiação em 2001), mas resolvei aproveitar que acabei de assistir os filmes de 1989 para escrever críticas da Videoteca do Beto e inverti a ordem. De agora em diante, vou escrever sempre que terminar um ano na Videoteca, pois os filmes estarão mais “frescos” na memória e isto poderá ajudar a melhorar o texto e os argumentos. Dito tudo isto, vamos lá. O ano de 1989 apresentou uma boa safra de filmes, com destaque especial para os sucessos “De Volta para o Futuro II”, “Indiana Jones e a Última Cruzada” e “Máquina Mortífera 2”, todos seqüências de filmes bem sucedidos que conseguiram manter o nível dos longas anteriores. Também merecem ser citados o emocionante “Sociedade dos Poetas Mortos” e o bom “Nascido em 4 de Julho”, estrelado por Tom Cruise e dirigido por Oliver Stone. E finalmente, não posso deixar de mencionar o vencedor do Oscar daquele ano, o singelo e eficiente “Conduzindo Miss Daisy”. Mas apesar de todos estes bons filmes, afirmo tranqüilamente que o melhor longa de 1989 é o emocionante “Campo dos Sonhos”.

Porque “Campo dos Sonhos” é melhor?

O cinema pode provocar diversas reações nos espectadores, nos fazendo pensar, refletir sobre o que vemos na tela, nos divertir, nos transportar pra lugares jamais imaginados e, principalmente, nos emocionar. E o filme estrelado por Kevin Costner tem uma capacidade enorme de provocar a emoção genuína no espectador, graças a um roteiro maravilhoso, uma direção segura e as boas atuações de todo o elenco. E principalmente, graças à forma como aborda o tema, desarmando completamente o espectador sem apelar para clichês ou fórmulas prontas. Mesmo num ano com tantas boas produções, eu votaria sem medo de errar no longa dirigido por Phil Alden Robinson.

E pra você, qual o melhor filme de 1989 e por quê?

Um abraço e bom debate.

PS: Para ver Jessica Tandy vencendo 0 Oscar de melhor atriz, clique aqui. Para ver o anúncio do vencedor de melhor filme, clique aqui.

Texto publicado em 18 de Agosto de 2010 por Roberto Siqueira

Anúncios

15 Respostas to “OSCAR 1990: CONDUZINDO MISS DAISY X CAMPO DOS SONHOS”

  1. Anônimo Says:

    Sociedade dos poetas mortos deveria ganhaR

  2. jorge Says:

    Concordo com você. Sempre achei Campo dos Sonhos maravilhoso. Cativa e emociona, te desarmando naquele final apoteótico. Me encantava na época, e passou a significar muito mais com o tempo após a perda de meus entes queridos. A maturidade só faz o filme crescer. Já Miss Daisy assisti algumas vezes na adolescência e nunca gostei. Preciso revê-lo nos dias atuais, já com um gosto mais refinado por cinema.

    • Roberto Siqueira Says:

      É verdade Jorge, o final é mesmo apoteótico e o filme só cresce com o passar do tempo.
      Miss Daisy é interessante, mas não é o melhor daquele ano.
      Abraço.

  3. cross98 Says:

    Pra mim , 89 foi um ano de filmes muito fracos

  4. Sérgio Sampaio Says:

    Dos cinco filmes que concorreram ao Oscar desse ano, considero Conduzindo Miss Daisy o mais fraco…mas ainda assim um bom filme. Particularmente, ficaria entre Campo dos Sonhos e Meu Pé Esquerdo. Vale lembrar, ainda, de Faça a Coisa Certa, que é desse ano também e não concorreu.

  5. Leonardo Pimenta Says:

    Mais uma vez temos a mesma opinião. Acho que os cinco filmes indicados naquele ano foram mesmo os cinco melhores do ano. E eu sempre pensei assim: Conduzindo Miss Daisy é fraco (essa opinião não temos em comum), Nascido em 4 de Julho é de uma qualidade incrível, mas é denso demais por meu gosto. Meu Pé Esquerdo não acho lá grande coisa. Sociedade dos Poetas mortos é bom, mas não foi, digamos, dos três melhores filmes do ano. E eu sempre achei Campo dos Sonhos o melhor equilíbrio entre qualidade cinematográfica, mensagem e entretenimento. Eu teria premiado Campos dos Sonhos como melhor filme de 1989. Sem dúvida.

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Leonardo,
      Obrigado pela participação. Eu de fato gosto de Conduzindo Miss Daisy (já escrevi sobre ele), mas não acho que mereça o prêmio num ano que teve Campo dos Sonhos – e neste ponto, concordamos.
      Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: