20 anos

Lembro muito bem daquela manhã, mas não quero falar a respeito dela. Prefiro lembrar momentos como este do vídeo abaixo.

Para as novas gerações, talvez seja difícil dimensionar o tamanho de Ayrton Senna para o brasileiro. País recém-saído de uma ditadura e carente de ídolos, o Brasil encontrou em Senna um símbolo, alguém para colocar as esperanças nas manhãs de domingo e esquecer, mesmo que momentaneamente, os problemas do cotidiano. Competente e carismático, Senna elevou a autoestima de um povo sofrido e, morto precoce e tragicamente, transformou-se em mito.

Senna foi meu primeiro ídolo no esporte. Não faço parte do time que detrata os feitos de Schumacher para elevar ainda mais o mito Ayrton Senna. Sou fã dos dois gênios. Até por isso, aquela fatídica manhã de domingo me tirou mais do que o ídolo. Tirou também a possibilidade de curtir aquele que seria o maior duelo da história da Fórmula 1.

Continuei acompanhando as corridas, curti os sete títulos de Schumacher e só deixei mesmo de acompanhar a Fórmula 1 recentemente. Mas aquela manhã me tirou algo especial. Lembro-me das corridas que assistia ao lado do meu pai, que pegava o copo de cerveja sem olhar para a mesa para não perder um instante sequer das corridas. Depois da tragédia, poucas vezes assistimos corridas juntos novamente.

Senna se foi. Mas a quantidade de homenagens prestadas no dia de hoje demonstram o quanto ele foi importante. E isto é o bastante. Melhor de todos os tempos? Não importa. Senna foi o maior mito do esporte brasileiro.

Texto publicado em 01 de Maio de 2014 por Roberto Siqueira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: