OSCAR 2008: ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ X NA NATUREZA SELVAGEM

Após justificar porque, em minha opinião, “Wall.E” é melhor que “Quem quer ser um milionário?”, chega a vez agora do ano de 2007. A ótima safra de 2007 deu ao mundo pelo menos dois grandes filmes, destes que vão durar para sempre na memória dos que gostam de cinema: “Onde os Fracos não têm vez” e “Sangue Negro”. Acontece que, naquele mesmo ano, um filme mexeu profundamente comigo. A forma como Sean Penn e companhia transportaram para a tela grande a impressionante história de Christopher McCandless me encantou e fez de “Na Natureza Selvagem” o meu filme favorito naquele ano.

Porque “Na Natureza Selvagem” é melhor?

Sinceramente, entendo que “Sangue Negro” e “Onde os Fracos não têm vez” são filmes maravilhosos e extremamente competentes. Mas, como disse o Pablo Villaça no curso de Linguagem Cinematográfica, um filme é aquele filme + todos os filmes que você já viu + sua experiência de vida, e por razões extremamente pessoais tenho uma enorme afinidade com o filme de Sean Penn. O polêmico tema do desapego material, somado às deslumbrantes paisagens, fizeram “Na Natureza Selvagem” se tornar um filme absolutamente marcante pra mim. Além disso, considero que o filme tem uma ótima direção, um roteiro delicioso (apesar de ser inferior ao impecável roteiro do filme dos irmãos Coen), uma trilha sonora belíssima (composta especialmente por Eddie Vedder) e atuações magníficas. Por tudo isso, considero “Na Natureza Selvagem” o grande lançamento de 2007. Talvez eu esteja deixando o coração falar no lugar da razão, mas é maravilhoso quando um filme cria esta empatia com o espectador.

Gostaria de saber sua opinião. Pra você, qual o melhor filme de 2007 e por quê?

Um abraço.

Texto publicado em 13 de Agosto de 2009 por Roberto Siqueira

Anúncios

25 Respostas to “OSCAR 2008: ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ X NA NATUREZA SELVAGEM”

  1. Gabriel Says:

    Só passei aqui para dizer, não entendi nada de “onde os fracos não tem vez” o título resume o filme, é isso…

    Também por afinidade: Na natureza selvagem, a natureza te dá avisos, escutar pode ser importante…

    achei uma mensagem mais interessante

  2. A. Junior Says:

    O filme Onde os fracos não tem vez traz uma história onde o suspense está presente a cada minuto, com as excelentes atuações de Javier Bardem, Josh Brolin e Tommy Lee Jones. Além da competente direção dos irmãos Coen. Já o filme Na natureza selvagem traz uma história que nos faz refletir, além das paisagens belíssimas, um bom filme. O outro filme em questão: Sangue Negro não tive ainda a oportunidade de assistir, mas se for para escolher qual dos dois filmes que já vi acho o melhor eu particularmente ficaria com Onde os fracos não tem vez, por uma pura questão de gosto.

  3. Anônimo Says:

    Infelizmente pra quem ta acostumado com filmes q sempre tem final feliz, ou mesmo quando nao tem deixam uma lição de vida ou de moral, realmente nao irá gostar de onde os fracos nao tem vez.
    Onde os fracos nao tem vez pode ate ter uma lição de moral ou várias mas q eh de muito mais difícil entendimento do q os filmes estamos acostumados ver atualmente. Eh um filme complexo q faz pensar, ausente de cliches, talvez por isso q desagrade tanto tantas pessoas q nao estao acostumadas com esse tipo de filme e preferem os filmes de drama com os suas típicas lições de vida, comedia com seu facil entretenimento ou ação com suas grandes explosões, mas quem entende sabe q todos os óscares q o filme recebeu foram merecidíssimos e q ele eh bem superior aos seus concorrentes no oscar.

    • Roberto Siqueira Says:

      Não sei se ele é superior aos outros do Oscar, mas é sim um grande filme (como deixei claro no texto).
      Também como escrevi, minha escolha foi apenas por afinidade com o tema, mas nem por isso deixo de considerar “Onde os fracos não tem vez” um grande filme.
      Abraço.

    • Anônimo Says:

      Direção, texto e atuações impecáveis (principalmente Javier Barden) Excelente filme.

    • Roberto Siqueira Says:

      É verdade.
      Abraço.

  4. Mateus Aquino Says:

    Ja sabe que é um dos meus filmes favoritos de TODOS os tempos. Mas tem um detalhe na idéia do filme, que é ambígua. No final do filme, ele escreve no livro “A felicidade só é verdadeira quando é compartilhada”, mas ele diz que foi feliz, mas foi sozinho a vida inteira. É um erro na idéia, não concorda?

    • Roberto Siqueira Says:

      Não concordo porque, no fim das contas, os grandes momentos da viagem dele foram vividos ao lado de outras pessoas.
      Pena que ele só compreendeu isto quando já era tarde demais.
      Abraço.

  5. Cross98 Says:

    Eu jurova q Na Natureza Selvagem tinha ganhado , seria a´merecido

  6. Porque “Coração Valente” é o filme mais importante da minha vida « Cinema & Debate Says:

    […] que eu também carrego eternamente na memória filmes como “Dança com Lobos” e “Na Natureza Selvagem”, podemos chegar a uma interessante conclusão. Não sou nenhum psicólogo, mas é óbvio que o […]

  7. Cesar Duarte Says:

    Olá Roberto. Antes de comentar sobre esses filmes, quero te desejar muita força para este ano que se inicia, afinal manter este blog certamente não é nada fácil, visto que você não vive disso e muito menos em função disso. Agora vamos lá. Pra mim Onde os Fracos Não Tem Vez não merecia em hipótese alguma levar a estatueta de melhor filme neste ano. Um filme que a gente assiste e depois nem se lembra mais dele. Absolutamente descartável. Já os filmes Na Natureza Selvagem e Sangue Negro são exemplos de filmes inesquecíveis, cada um por um motivo específico. Assisti ontem à noite Na Natureza Selvagem e até hoje continuo pensando na história de Alex Supertramp. Como não conhecia o final do filme, confesso que fiquei chocado com o desenrolar da história. Jamais poderia imaginar que ele morreria. Por isso se trata de um filme absolutamente especial. Em que pese imagens deslumbrantes, fotografia soberba e trilha sonora belíssima, tudo isso se apequena diante da mensagem da história de vida desse jovem que levou até às últimas consequências a rebeldia contra a tirania dos pais, patrões e padrões. Já o filme Sangue Negro é cinema de primeira. Paul Thomas Anderson, juntamente com Quentin Tarantino são, na minha modesta opinião, os dois maiores expoentes da nova geração de diretores. Isso para não falar na atuação de Daniel Day-Lewis, pra mim o maior ator de sua geração. Se o voto for como linguagem cinematográfica, Sangue Negro neste ano é imbatível. Mas como eu acho que uma mensagem como a do filme Na Natureza Selvagem é por demais poderosa, meu voto vai pra ele. Como eu acho que nunca existiu no mundo um homem como Ghandi, não poderia jamais de considerar uma mensagem desse porte muito mais importante que qualquer obra-prima cinematográfica. Como sempre me alonguei, mas uma história como na Natureza Selvagem, nunca pode ser esquecida, por toda a grandeza que está por trás da mesma. Um abraço e até a próxima.

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Cesar,
      Que belo comentário, parabéns! “Na Natureza Selvagem” é mesmo um filme diferente, um filme que mexe muito com a gente. Eu sou fascinado por ele e o considero uma obra-prima. Também gosto muito de “Sangue Negro” e até mesmo de “Onde os Fracos não tem vez”. No primeiro, gosto dos aspectos técnicos e da atuação do Day-Lewis, no segundo, gosto do clima de tensão constante. Mas meu favorito é mesmo “Na Natureza Selvagem”.
      Um abraço e parabéns novamente pelo belo comentário.

  8. pedro paulo Says:

    onde os fracos nao tem vez foi maravilhoso e o personagem de javier bardem entrou pra lista dos melhores viloes da historia,mas pra mim,sangue negro foi uma aula de como fazer cinema,e daniel day lewis como sempre esta perfeito.oscar injusto.

    • Roberto Siqueira Says:

      Olá Pedro,
      Realmente Sangue Negro é um grande filme também. Um ano muito farto, aliás.
      Um abraço.

  9. Sérgio Says:

    Fiquei imensamente feliz de me deparar com esse texto, pois o filme Na Natureza Selvagem está na minha lista pessoal de 5 filmes preferidos de todos os tempos (não melhores, mas preferidos) exatamente por esse poder de nos tocar, de nos fazer viver a história. Achei muito injusto ele ter sido virtualmente ignorado no Oscar, para mim mereceria indicações em: Melhor Diretor (Sean Penn), Melhor Ator (Emile Hirsch), Melhor Trilha Sonora, Melhor Fotografia…além das de Melhor Ator Coadjuvante (Hal Holbrook) e Melhor Edição.

    Um filme fantástico, e uma experiência inesquecível.

    • Roberto Siqueira Says:

      É verdade Sérgio, um filme realmente inesquecível.
      Obrigado pelo comentário e um grande abraço.

  10. OSCAR 1991: DANÇA COM LOBOS X OS BONS COMPANHEIROS « Cinema & Debate Says:

    […] em cima do muro, votaria em “Dança com Lobos”, mais até por empatia com o tema (assim como aconteceu com “Na Natureza Selvagem”), já que gosto muito da trajetória de mudança e descoberta de […]

  11. OSCAR 2005: MENINA DE OURO X O AVIADOR « Cinema & Debate Says:

    […] à vez do ano de 2004 (Premiação em 2005). Diferentemente dos anos já comentados (2006, 2007, 2008 e 2009), em que discordei da decisão da Academia e expliquei os motivos para isso, em 2004 eu […]

  12. Thiago Barrionuevo Says:

    Filmes ótimos, os dois… Mas Na Natureza Selvagem é melhor…

    Só não é mais original porque foi baseado em fatos reais!

  13. Mandy Intelecto Says:

    Não sei quais os filmes de 2007, mas assisti os dois que você citou: Onde os Fracos não têm vez e Na Natureza Selvagem.

    Os dois são bons…mas fato: Na Natureza Selvagem é muito melhor…minha opinião….

    Um filme que te desperta para algumas coisas e mostra um outro lado da vida….

    Eu daria tudo para morar em um onibus, daquele jeito…nada a mais e nada a menos…Simples e feliz!

    Bjoo

    • Roberto Siqueira Says:

      Valeu pela opinião Amanda!
      Também fiquei fascinado com a história do filme. Dá pra discutir horas o tema do desapego material.
      Beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: