Que Copa!

A Copa do Mundo no Brasil não poderia ter começado melhor. Apesar de todos os problemas fora de campo antes do pontapé inicial, o clima que tomou conta do país é contagiante e a qualidade dos jogos dentro de campo está empolgante.

É muito legal ver os ingleses tomando Manaus e levando os donos de bares e restaurantes ao desespero ao praticamente acabar com o estoque anual de cerveja, os argentinos dominarem Copacabana com seus cânticos, os colombianos contagiarem os moradores de BH, os holandeses pintando Salvador de laranja, etc.

Dentro de campo, eu não me recordo de um começo de Copa tão empolgante. Por isso, resolvi fazer pequenos comentários sobre cada jogo. Nada muito detalhado, apenas observações sobre o que achei de cada partida:

BRASIL 3 X 1 CROÁCIA
Estreia tensa como era esperado e com grave erro de arbitragem, ao menos serviu para comprovar o amadurecimento de Neymar e Oscar e para espantar a desconfiança quanto ao comportamento do torcedor brasileiro – que, por outro lado, quase pôs tudo a perder com o ridículo xingamento contra Dilma. Independente de sua posição política, xingar uma mulher em público daquela forma é o fundo do poço do ser humano. A Croácia, por sua vez, confirmou que tem um bom time e deve ficar com a segunda vaga.

MÉXICO 1 X 0 CAMARÕES
Jogo muito prejudicado pela arbitragem, ao menos confirmou que o time mexicano evoluiu bastante nos últimos meses e deve fazer um jogo interessante contra o Brasil amanhã. Menos time que a Croácia, pode surpreender por jogar em solo sul americano, mas sinceramente não acredito.

ESPANHA 1 X 5 HOLANDA
O show da rodada até agora. Partida exuberante de Robben e Van Persie, que marcou o gol mais bonito da Copa até aqui, numa cabeçada tão inesperada quanto bela. A Espanha caiu, mas não se engane. Acredito que este acidente despertará o time do sono profundo e já espero um Brasil x Espanha nas oitavas, o que será histórico.

CHILE 3 X 1 AUSTRÁLIA
Os jogos do Chile na Copa 2014 serão garantia de emoção. Com um ataque excepcional e uma defesa frágil, os chilenos não temem partir para o ataque, o que garante um jogo cheio de oportunidades de gol para os dois lados. A fragilidade da Austrália permitiu uma boa vitória aos chilenos, mas acho difícil que a Espanha desperdice tantos gols como fizeram os socceroos. Como palmeirense, fiquei feliz com o gol de Valdívia – assim como foi legal ver o Armeration no dia seguinte.

COLÔMBIA 3 X 0 GRÉCIA
O espetáculo da torcida colombiana em BH contagiou o bom time que, mesmo sem sua referência, demonstrou um futebol competente diante de uma Grécia limitada. A Colômbia pode ir longe, a Grécia se despede na primeira fase.

URUGUAI 1 X 3 COSTA RICA
A grande zebra da primeira rodada confirmou a fragilidade da defesa uruguaia e a dependência de Luis Suárez, que só acompanhou do banco a partida. Recuperado da cirurgia, pode devolver a força ofensiva ao time, mas acho difícil a classificação. Campbell revelou ao mundo o futebol já demonstrado no Olympiacos (veja seu belo gol contra o Manchester United na Champions League deste ano) e confirmou-se como a revelação do mundial até agora.

ITÁLIA 2 X 1 INGLATERRA
O melhor jogo tecnicamente falando da rodada comprovou a força da camisa italiana e a qualidade de seu meio-campo, comandado pelo maestro Pirlo. A defesa ainda precisa de ajustes para que a Azzurra possa brigar pelo título. Já a Inglaterra mostrou um time jovem e promissor. Ajustando o posicionamento de Rooney, pode sonhar com um bom papel. Inglaterra x Uruguai tem tudo para ser o jogo mais tenso da segunda rodada.

COSTA DO MARFIM 2 X 1 JAPÃO
O bom início da seleção japonesa ruiu após a entrada de Drogba em campo. Minutos após sua entrada, os marfinenses já tinham virado o placar e provaram que, mesmo com muitos bons jogadores, o Japão ainda precisa evoluir para competir numa Copa de igual para igual. A Costa do Marfim deu importante passo para a classificação e fará outro grande jogo diante da Colômbia. Imperdível.

Neste momento, o número de gols da Copa já era superior a toda a primeira rodada do mundial anterior e a média de gols era a maior desde 1958. Não acredito que a média de gols por si só ilustre a qualidade de uma Copa, mas além do alto número de gols, os jogos estão comprovando o alto nível do futebol jogado atualmente. Atuações excepcionais como as de Robben e Pirlo, somadas a equipes ofensivas, poucas faltas e belas jogadas estão fazendo da primeira rodada da Copa 2014 uma das mais marcantes da história.

Mas vamos aos jogos do domingo:

SUÍÇA 2 X 1 EQUADOR
Tecnicamente o jogo começou apenas razoável, com a Suíça pressionando e o Equador contra-atacando apenas raramente. Mas o gol equatoriano fez explodir a parte amarela do estádio, criando o cenário para um final épico. Após as mudanças do ótimo Ottmar Hitzfeld (obrigado novamente pela Champions de 97!), a Suíça empatou e virou no último lance, na jogada mais épica da Copa até aqui. Segundos após evitar o gol da vitória equatoriana, o suíço Behrami partiu para o ataque, sofreu uma falta, levantou-se e continuou a jogada que resultou no gol da virada aos 48 minutos do segundo tempo. Emoção pura! (e alguns dos meus grandes amigos estavam presentes no estádio para curtir ao vivo este momento).

FRANÇA 3 X 0 HONDURAS
Jogo mais desequilibrado até então, tornou-se ainda mais desigual após a expulsão de Palacios na jogada do pênalti que abriu o marcador. A partir daí, massacre francês com show de Benzema e o histórico momento em que o chip foi utilizado pela primeira vez na história das Copas para confirmar um gol eletronicamente. Vitória justa de um time sólido que poder ir longe.

ARGENTINA 2 X 1 BÓSNIA
A atmosfera no Maracanã não podia ser melhor. Brasileiros e argentinos duelando enquanto em campo a Argentina sofria diante de uma Bósnia bem estruturada e com ótimos jogadores. Até que Messi resolveu aparecer e fazer um gol de Messi, dando esperanças aqueles que, como eu, querem ver o melhor do mundo brilhar em solo brasileiro – desde que não leve a Argentina ao título ;). Uma estreia apenas razoável de uma seleção que precisa de ajustes para sonhar contra uma que provou ser capaz de ao menos chegar às oitavas.

Hoje tem mais. Espero que a Copa continue apresentando este nível de excelência e este clima alegre fora de campo. Se os gastos exorbitantes não podem mais ser revertidos e o povo brasileiro certamente sofrerá por isso, que ao menos o futebol saia vencedor da Copa. 

PS: Ao criticar os gastos da Copa, não estou dizendo que o partido A ou B faria melhor no poder. Não me confundam com jornalistas do mais baixo nível como Reinaldo Azevedo. Primeiro, por que não sou jornalista, apenas um blogueiro que curte falar de cinema e aprender com ele também. Depois, porque Azevedo está bem longe do tipo de gente que procuro me espelhar e ter por perto.

 Imagem

Texto publicado em 16 de Junho de 2014 por Roberto Siqueira

Anúncios

Uma resposta to “Que Copa!”

  1. Cedric Christian Says:

    Essa copa tá demais mesmo, e parabéns pela posição tomada em relação aos xingamentos à Dilma, aquilo foi vergonhoso. Adoro suas críticas !!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: