Comentários…

Comentaristas adoram teorias para explicar tudo num esporte onde a principal explicação para qualquer coisa é bem simples. O futebol é simples. Basta jogar bem para que os resultados apareçam. Abaixo algumas das coisas absurdas que escutei recentemente de comentaristas como Falcão e de Benjamin Back (que gosto de ouvir) no estádio 97, além de outras besteiras que se tornaram comuns no meio do futebol:

1 – A seleção alemã é muito fraca tecnicamente e continua jogando um futebol pragmático  (Falcão): quem viu este time alemão jogar, e isto desde a Copa de 2006, já notou que esta geração de jogadores joga muito mais do que o tal “futebol pragmático”. Aliás, se a Alemanha jogasse tão feio ou tão mal quanto as pessoas dizem, não seria uma seleção tão vitoriosa e com tantos gols na história das Copas (só perde para o Brasil).

2 – O futebol europeu está decadente (Benjamin Back): Ora bolas, os europeus simplesmente ficaram nas quatro primeiras posições da última copa, revelaram o último gênio da bola (Zidane) e apresentam nesta Copa uma seleção encantadora (Alemanha) e mais duas com um futebol muito agradável (Espanha e Holanda). Não é porque o futebol sul-americano finalmente está mostrando seu potencial (o que me agrada muito) que devemos desmerecer o futebol europeu. Esta, aliás, é outra questão que me intriga. Quem ouve os comentaristas brasileiros falando dos europeus “cintura dura” tem a impressão de que eles não representam nada no futebol, quando na verdade estiveram presentes em quase todas as finais de Copa, revelaram muitos craques e claramente tem muita importância no futebol, assim como Brasil e Argentina.

3 – A Itália está vivendo uma crise técnica por importar muitos jogadores: Como bem disse PVC na ESPN, este raciocínio é perigoso, pois em 2006 o futebol italiano era exatamente igual ao que é hoje e a Itália venceu com justiça a Copa do Mundo. Ou será que tudo mudou em apenas quatro anos?

4 – A Inglaterra não sabe jogar contra times com ginga ou habilidade: Ora bolas, os jogadores ingleses jogam contra os craques mais habilidosos do mundo em seu campeonato e na Champions League e têm sucesso. O que acontece com a Inglaterra é que ela não consegue formar um time, como a Alemanha consegue, mas isto não tem nada a ver com o fato do futebol inglês ter ou não costume de enfrentar jogadores habilidosos. Já faz muito tempo que a Inglaterra não joga mais o futebol de chuveirinho.

5 – O caminho do anfitrião é o mais fácil em Copas: Outro absurdo, que já deveria ter caído por terra em outras Copas, como em 2006 quando a Alemanha teve que enfrentar Argentina e Itália no caminho. Nesta Copa então, não teria grupo pior para o anfitrião do que o grupo da África do Sul. O sorteio é justo, claro, e se os caminhos se complicam ou ficam facilitados (como é o caso do Brasil neste ano) é por causa da incompetência de alguns, como a Inglaterra que deveria ter vindo pra chave do Brasil, mas ficou em segundo no grupo e foi pro outro lado, ou a França, que também deveria estar no lado brasileiro.

6 – O nível da Copa está baixo: Desde que assisto Copa do Mundo (1990), ouço os comentaristas dizendo que a Copa está com baixo nível. Em 90 isto era verdade, mas 94 já apresentou bons jogos, com craques como Baggio, Romário, Hagi e Stoichkov, 98 foi a melhor Copa que vi, 2002 também teve bons jogos e 2006 também. O que acontece é que os jogos marcantes sempre acontecem na segunda fase, mas os precipitados de plantão já queriam dizer que o futebol de hoje é fraco porque “os jogos estavam ruins”, quando na verdade o problema é que ainda estávamos na primeira fase. Alguém se lembra de um jogo espetacular na primeira fase de qualquer Copa? Eles até acontecem, mas o que entra pra história são os jogos da segunda fase. Com os quatro belos jogos que tivemos nestas oitavas, alguém ainda quer dizer que o nível está baixo?

7 – Temos que parar de idolatrar estes jogadores europeus (se referindo aos ingleses) e valorizar os que temos aqui (Neto,  que vi por acaso hoje, no intervalo da SPORTV, falando sobre a vitória alemã): Ora bolas Neto, os jogadores que deram show são alemães, e a Alemanha também fica na Europa. E não é porque a Inglaterra foi mal que Rooney, Lampard e Gerrard não são grandes jogadores.

Existem muitas outras afirmações e comentários prontos que eu gostaria de discutir aqui, mas já estou com sono e amanhã tem mais dois grandes jogos pra ver. Por enquanto é só.

Fiquem à vontade pra debater, concordar ou discordar do que escrevi.

Um abraço.

Texto publicado por Roberto Siqueira em 27 de Junho de 2010

Anúncios

6 Respostas to “Comentários…”

  1. Jogo dos 7 erros (sem trocadilho) | Cinema & Debate Says:

    […] não ficam apenas na maior emissora do país. Aliás, já é uma tradição. Lembro-me de ouvir o Falcão dizendo que a seleção alemã era fraca tecnicamente na Copa de 2010 (muitos deles estão no Brasil agora) […]

  2. O futebol alemão | Cinema & Debate Says:

    […] uma realidade. E muito comentarista/torcedor parece não perceber isto já há alguns anos (também discuti este tema na última Copa do […]

  3. carloscapone Says:

    Concordo totalmente com você; outra coisa que me incomoda muito é a falta de conhecimento que alguns comentaristas demonstram, parece que falta informações básicas sobre seleções que eles teriam a obrigação de saber ai ficam se baseando em 10 15 anos atrás como a “surpresa” com o novo jeito das seleções africanas por exemplo sendo que esse processo de fortalecimento físico em detrimento da técnica já acontece há muito tempo, será que eles não assistiram a copa das nações africanas esse ano???

    • Roberto Siqueira Says:

      É verdade Carlos, muito bem observado. É impressionante ver comentaristas, que deveriam estudar e se preparar para exercer suas funções, dizendo absurdos como estes. Isto porque a Copa Africana de Nações é transmitida ao vivo pela ESPN, por exemplo, e o mínimo que deveriam fazer é assistir. Como disse no post, existem muitos outros comentários que eu discordo, mas por outro lado é bom dizer que existem também bons profissionais, como o próprio PVC, Mauro Cézar e Paulo Calçade da ESPN e o trio Lédio Carmona, Maurício Noriega e André Rizek da SPORTV. Parabéns pela observação inteligente e vamos curtir a Copa e deixar estes comentaristas de lado! rs Abraço.

  4. Brasil Inteligente Says:

    hahahahaha… Corneteiros!!! É o que mais encontramos durante a copa… ou será que são “vuvuzeleiros” ? Tanto faz, o conceito é o mesmo… Falaram tão mal de Dunga e da seleção e pra mim, desde o dia da escalação eu achei que chegaríamos longe e ganharíamos a copa… Brasil tá bem, tem que tomar cuidado com a Espanha quando chegarmos na final… O time espanhol evoluiu muito da primeira fase pro jogo contra Portugal!

    • Roberto Siqueira Says:

      Só achei que faltou um meia reserva pro Kaká, até escrevi sobre isto aqui. E no jogo contra Portugal isto ficou evidente, não temos criação sem Kaká. De resto, o trabalho do Dunga é muito bom. Também acho a Espanha um excelente time e que pode chegar sim. Pra mim esta Copa tem cinco candidatos reais ao título, o que é sensacional! Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: