Mestre Tostão

O sempre inteligente Tostão resumiu em poucas palavras o meu pensamento sobre o futebol. Não acho e nunca achei que o Brasil fosse “o melhor futebol do mundo”. Acho que em certos momentos temos o melhor futebol, em outras épocas outros estão melhores, e assim caminha o meu esporte favorito. Comentaristas e torcedores brasileiros têm a péssima mania de achar que os outros países não tem a nossa qualidade e sempre inventam desculpas para nossas derrotas, como se do outro lado não tivesse um bom time.

Tostão, colunista da Folha e grande craque do passado, afirmou que “O Brasil perdeu, como em 2006 [nas quartas de final, para a França], para um time que não é inferior. É um time do mesmo nível. [A Derrota] não foi uma zebra, não foi nenhuma tragédia, nenhum desastre do ponto de vista técnico”.

E eu concordo com ele. Se quiser ver o videocast com a opinião completa do mestre Tostão, clique aqui.

Um grande abraço e fiquem à vontade para opinar a respeito.

Texto publicado por Roberto Siqueira em 04 de Julho de 2010

Anúncios

4 Respostas to “Mestre Tostão”

  1. Lourran Machado Says:

    Não acredito em teorias conspiracionistas. Mas não me conformo com uma equipe que depois de um ótimo primeiro tempo, consegue se perder totalmente em campo no segundo tempo. Acredito que o maior erro da torcida/seleção brasileira foi se conformar com vitórias sobre equipes tecnicamente inferiores (como Coréia do Norte,Costa do Marfim, Chile) e achar que tudo estava bem. E quando encontrou um adversário com habilidades semelhantes(como a Holanda) acabou não resistindo. Vale lembrar que no jogo Holanda x Uruguai, embora o último tivesse em condições desfavoráveis, conseguiu insistir até o fim(até depois dos acréscimos dados). Talvez o que faltou no Brasil, não foi habilidade, e sim um pouco de amor à camisa, como nos velhos tempos.

    • Brasil Inteligente Says:

      Lourran, desculpe, mas não concordo com você… Esta seleção demostrou muito amor à camisa e lutou sim até o final… Não conseguimos criar oportunidades, mas, diferentemente de 2006, desta vez não faltou vontade, determinação e compromisso… Sem festas, torcedoras entrando em treinos e liberdade excessiva. Foi um trabalho ótimo da comissão, neste ponto. E no jogo, o que aconteceu foi que a Holanda jogou melhor, demonstrou mais equiíbrio e ganhou o jogo. Ao Brasil, faltou criar oportunidades e, é claro, um pouqunho de sorte, que também é fundamental no futebol…

    • Lourran Machado Says:

      É né? Só resta esperar 2014. E quem sabe uma seleção mais jovem.

    • Roberto Siqueira Says:

      Obrigado Lourran e Thiago pelos ótimos comentários.
      Que venha 2014, a Copa deixou saudades!
      Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: